logo-dnh-horizontal-negativo-0500

Mensagem do Papa pelo Dia Mundial de Oração pelas Vocações

Todos os anos, o povo de Deus se reúne em suas comunidades para celebrar a semana santa, de modo especial o tríduo pascal, que acontece em três celebrações: a Missa da Ceia do Senhor, com o rito de lava-pés, na quinta-feira à noite; a celebração da Paixão de nosso Senhor, na sexta-feira santa pela tarde, e a missa de Páscoa que se celebra na Vigília Pascal, na noite do sábado, e na missa do Dia, no domingo, podendo haver mais celebrações.

O que muitos não conhecem, dado que acontece em um horário onde a maioria dos católicos estão nos seus trabalhos, é que antes de tudo isso ser celebrado nas paróquias, existe uma celebração em que todos os padres, diáconos e o bispo se reúnem para, na presença de Deus, na catedral da diocese, viver a Missa do Crisma. Você conhece esta missa?

A missa do Crisma, também conhecida como missa da unidade, ou missa dos Santos Óleos, é uma celebração prevista no Missal Romano, em que o bispo com todo o seu presbitério e o povo de Deus que queira e possa participar abençoa os Santos Óleos que serão usados durante todo o ano até a próxima Páscoa.

Os santos Óleos

Se os católicos se lembrarem do dia em que participaram de um batismo, ou da própria celebração da Crisma, na sua iniciação cristã, ou ainda, tiverem estado presente em uma unção dos enfermos, recordará que nestas três ocasiões sacramentais são usados óleos específicos, que servem de sinal visível para a Graça invisível de Deus.

São três os óleos santos, que na missa do Crisma são abençoados e distribuídos para todas as paróquias e sacerdotes:

  • Óleo dos Catecumenos ou do Batismo: é o óleo com o qual se unge o peito daqueles que receberão o sacramento do batismo, significando a abertura do coração para a Graça salvadora do Cristo, que penetra na vida do batizado como o óleo em seu peito.

  • Óleo do Crisma: é o óleo com o qual se unge a fronte dos que querem confirmar, já tendo a idade da maturidade, a fé que recebeu no batismo, não mais pelos seus pais e padrinhos, mas por uma adesão própria à vida da fé. O nome deste óleo dá nome ao sacramento do Crisma.

  • Óleo dos Enfermos: é o óleo com o qual os sacerdotes ungem a fronte e as mãos dos que estão gravemente enfermos e querem se recomendar a Deus. Chamamos este sacramento de unção dos enfermos, o qual é largamente conferido durante o ano há centenas de milhares de pessoal enfermas ao redor de todo o mundo, abrindo-lhes o céu e revigorando a força, afinal, trata-se de um sacramento de Cura.

Renovação das promessas sacerdotais

Além disto, na missa do Crisma, todos os sacerdotes, ordenados para abençoar e santificar o povo de Deus, renovam suas promessas sacerdotais. Na ordenação presbiteral, os sacerdotes dispõem de vários compromissos para com Deus, em favor de Seu povo e sua missão. Nesta missa, simbólica e profeticamente unidos ao bispo diocesano, princípio da unidade de uma diocese, todo o clero é renovado espiritualmente por esta breve parte do rito, cheia da Graça de Deus, uma vez que pela ordenação se fizeram participantes do único sacerdócio de Jesus Cristo. A presença dos leigos e religiosos ainda representa o sacerdócio comum dos fieis, do qual todos os batizados participam, além de ser o rebanho reunido com seus pastores a serviço do maior e Bom Pastor, Jesus.

Neste ano, a missa do Crisma acontecerá às 9h30 da manhã do dia 6, na Catedral São Luiz Gonzaga, e todo o povo de Deus pode participar.

Autor(a): PASCOM NH

Direitos da Imagem: PASCOM NH

Tags

Leia também...