logo-dnh-horizontal-negativo-0500

O Papa no Angelus: “Jesus fala com autoridade, o Filho de Deus que cura”

E, agora neste domingo, nós já estamos celebrando a nossa caminhada com o Senhor, na sua vida pública. Temos pela frente um novo ano, em que a cada domingo que chega, nós vamos vivendo a nossa experiência do encontro com Cristo, o Mestre.

Neste segundo domingo nós verificamos como podem acontecer os nossos encontros com o Senhor. A Sagrada Escritura registra situações muito diversificadas, em que acontecem os encontros com Deus.

Na primeira leitura, temos o texto de Samuel, que nos apresenta o chamado que recebeu o pequeno Samuel. Embora fosse ainda muito jovem, já estava no templo, vivia muito próximo do sacerdote Eli e assim, quando chamado pelo Senhor, já estava em condições de dar esta grande resposta: “Fala, Senhor, que teu servo escuta” (1 Sam 3,10). Tornou-se um seguidor fiel, sempre pronto para fazer a vontade de Deus.

O evangelho registra o momento em que João Batista apresenta o recém batizado Jesus de Nazaré para dois de seus fiéis seguidores. Ele simplesmente diz: “Cordeiro de Deus que tira os pecados do mundo” (Jo 1,36). Os dois, ao ouvir estas palavras, passaram a seguir os passos do Senhor. Jesus, voltando-se para trás, e vendo que os dois o seguiam, perguntou-lhes: “O que procurais?” Eles responderam: “Mestre, onde moras?” Ele respondeu: “Vinde e vede”. Foram, viram onde morava e eles ficaram com ele aquele dia. (Cf. Jo 1,37-39).

Tudo indica que os dois eram André e João. Depois daquela experiência do encontro com Cristo, os dois voltaram e já se apresentavam como discípulos. Imediatamente, cada um procurou trazer o seu irmão para também se tornarem discípulos. Assim, André foi buscar seu irmão, Simão, que logo recebeu o nome de Pedro e João foi ao encontro de seu irmão, Tiago, filho de Zebedeu. Todos eles passaram pela experiência do encontro e passam a segui-lo, tornando-se discípulos.

Já na segunda leitura, Paulo tira as conseqüências deste seguimento do Senhor. “Porventura ignorais que vossos corpos são membros de Cristo? Fugi da imoralidade. Ou ignorais que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que mora em vós e que vos é dado por Deus? De fato, fostes comprados e por preço muito alto. Então, glorificai a Deus com o vosso corpo” (1Cor 6,15.17. 19-20).

Autor(a): Dom Zeno Hastenteufel

Tags

Leia também...